sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Inauguração da exposição ‘Pintores Poetas. Pintura e Caligrafia na Doação Camilo Pessanha’ comemorativa dos 150 anos do nascimento do poeta


A exposição, organizada no âmbito das comemorações dos 150 anos do nascimento de Camilo Pessanha, apresenta um dos núcleos mais significativos da coleção doada pelo poeta ao estado português, designadamente ao MNMC. Formado por obras de pintura e caligrafia, num total de 224 exemplares produzidos por 36 artistas, este núcleo representa 61% das peças de toda a sua coleção. A primazia da pintura e da caligrafia nesta coleção revela um conhecimento dos clássicos chineses que só singulares eruditos, como Camilo Pessanha, tiveram o privilégio de apreciar. Denuncia igualmente o gosto pela escrita ideográfica dos carateres chineses e o profundo conhecimento da língua e das técnicas de pintura e caligrafia. Composta por obras de vários centros produtores do sul da China, a coleção - rolos de mão (shoujuan), rolos de pendurar (zhou) e álbuns (ce) – abrange peças produzidas entre as dinastias Yuan (1260-1386), Ming (1386-1644) e Qing (1644-1911). Apresenta exemplares originais e obras que copiam e recriam modelos de antigos mestres pintores e calígrafos e que possuem a transcrição de comentários (colofons) e poemas de pensadores e poetas clássicos chineses.
A exposição estará patente até 28 de janeiro de 2018.

Sem comentários:

Enviar um comentário